domingo, 28 de agosto de 2011

ALind@Serei@



Se eu pudesse te amar assim
E te fazer a minha sereia,
Talvez eu entenderia a razão entre
Ser feliz ou ser um castelo de areia...
Se eu soubesse a força do interior
E se vento me elevasse ao horizonte
Além dos montes e dos rios eu faria
De uma pluma o teu berço para noite...
Se a noite tão meiga e tão bela
então levar um beijo, contudo a encantar
E em meio a tudo a contemplar, meu,
Eterno de paixão em sua janela hei de deixar...
Se a força da paixão fosse assim
Uma flor que desabrocha seria minha
A terra infinita e este céu azul abençoariam
Este mar de rosas a ti doce rainha..do mar..!!

(Lipy_27\08\2011)

2 comentários:

Malu disse...

Um espaço adorável, delicado e cheio de belos poemas.
Parabéns!!!

DUDU MARY disse...

Boa noite..grata minha querida e estimada leitora..são momentos vividos outros que ficaram por viver sentires sonhos de uma Vida de 43 anos..um ou outro palavras sentires de alguns seguidores que por vezes as suas palavras tb espelham um pouco de mim e ai coloco devidamente identificados...volte sempre será bem vinda bom fim de semana beijos e sorrisos meus